Mensagens

E quem cuida da mãe?

Sharing is caring!

Imagine você no seu consultório e a primeira paciente do dia é a Laura.

Laura é uma mulher forte, uma profissional dedicada e agora, pela primeira vez, ela também é MÃE.

Ela planejou a gestação e esse foi um dos períodos mais felizes da sua vida. Bem, isso até o Pedro nascer…

Agora toda aquela felicidade se transformou em arrependimento e aquela mulher forte já não se mostrava tão forte assim.

 

Como isso era possível?

Tudo o que ela tinha imaginado, sonhado… Tudo era tão diferente agora que o sonho tinha se tornado realidade. Parecia mais um pesadelo.

O bebê não parecia com os traços do Pedro que aparecia nas imagens criadas nos seus pensamentos.

O pai, que sempre foi tão parceiro, agora já não tinha tanto tempo assim para dividir as tarefas igualmente.

E nem sua mãe, sua melhor amiga, que era “só mimos” nas primeiras semanas, agora já tinha vários outros compromissos mais urgentes para tratar e só aparecia de vez em quando.

Tudo isso sem falar nas longas noites sem dormir, acordando de madrugada, nas dificuldades de amamentar e nas visitas palpitando sobre o jeito dela de cuidar do bebê…

 

Laura se sentia sozinha, incompreendida… Quase desesperada. E agora ali, sentada na sua frente, ela via em você a última esperança no mundo capaz de curar aquela dor insuportável.

 

Como você ajudaria a Laura?

Nos últimos anos eu me dediquei completamente à Psicologia Perinatal, com Mestrado, Doutorado e até Pós-Doutorado, além de dezenas de trabalhos científicos na área.

E agora, por meio do Instituto MaterOnline, estou compartilhando todo esse conhecimento de uma forma super acessível com profissionais da saúde COMO VOCÊ que querem ajudar mães, como a Laura.

E você pode saber mais dessa área participando, gratuitamente, da 3ª Semana da Psicologia Perinatal:

 

[Saiba mais da 3ª Semana clicando aqui]

 

Eu estou preparando toda essa 3ª Semana com muito carinho e dedicação e espero que isso te ajude de verdade e, claro, que assim consigamos ajudar o máximo de mães.

 

Posso contar com você?

 

[3ª Semana da Psicologia Perinatal – inscrições gratuitas]