Blog

Planejamento familiar

Sharing is caring!

Você sabe o que é o Planejamento Familiar?
O planejamento familiar é a possibilidade do homem, da mulher ou do
casal poder escolher livre e conscientemente se quer ter filhos ou não, o
número de filhos que quer ter, quando tê-los e o espaçamento entre eles,
usando para isso qualquer método contraceptivo existente.Entretanto, mesmo existindo serviços de planejamento familiar em nosso
país, mais de 50% das gestações não são planejadas. Desta forma, milhares
de gestações ocorrem em momento não esperado pela mulher, homem ou
casal. Os desfechos de uma gravidez não planejada podem ser diversos, uma
sensação de alegria por estar grávida, um sonho realizado, uma demora para
aceitação do fato, um aborto provocado, um conflito psicológico intenso que
pode levar ao adoecimento psíquico, entre outros.
O fato é que temos uma grande proporção de pessoas, que não fazem
de fato uma escolha consciente a respeito se quer ter filhos, quantos quer e
quando quer ter. Simplesmente as pessoas vivem no “piloto automático” não
realizando um bom planejamento a respeito do assunto.
Sabe-se que pessoas com alta escolaridade e com bons recursos
financeiros, pertencem ao grupo em que o planejamento familiar ocorre com
maior frequência. Sabendo isso, é interessante pensar que a maioria dos
brasileiros que não planejam a gestação pertencem as camadas mais pobres
da população (PRIETSCH et al., 2011) e ainda assim, os setores de saúde
pública parecem não oferecer serviços de qualidade nesta área. As politicas de
planejamento familiar parecem resumidamente estar voltadas apenas para a
disposição de camisinhas e pílulas anticoncepcionais nas Unidades Básicas de
Saúde e oferecimento de laqueadura e vasequitomia.
Não há de fato uma educação para a saúde reprodutiva, não há
investimentos para mudança de cultura desta população, oferecendo de fatos o
planejamento familiar como deve ser. Conhecer os métodos contraceptivos é
fato que a maioria conhece, entretanto, saber como usá-lo é outra história.
Temos uma grande parte de pessoas que não fazem o uso correto dos
contraceptivos, daí temos um número razoável de pessoas que dizem que
engravidaram usando algum método contraceptivo, na maioria dos casos
quando se investiga a forma do uso, se percebe que foi um uso incorreto, então
falta educação, falta ensinar, falta conhecimento.
O planejamento familiar é direito de todo cidadão LEI Nº9.263, de 12 de
Janeiro de 1996. Esta Lei garante que as instancias gestoras do Sistema Único
de Saúde, em todos os seus níveis, são obrigadas a garantir em toda sua rede
de serviços no que respeita a atenção à mulher, ao homem ou ao casal,
programa de atenção integral à saúde, em todos os seus ciclos vitais, que

inclua, como atividades básicas, entre outras: a assistência à concepção e
contracepção.
Portanto, é de extrema importância que tais serviços possam ser mais
eficazes e efetivos no oferecimento do planejamento familiar. Distribuir
camisinhas e pílulas anticoncepcionais em Unidades Básicas de Saúde não é
uma forma eficaz que ajuda homens e mulheres a realizar um planejamento
familiar. Um bom trabalho de planejamento familiar oferecido a população
diminuiria as gestações não planejadas, o número de abortos no Brasil, o
número de problemas de saúde mental na gestação e no pós-parto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *